skip to Main Content
967 564 420 tania_cunha_@hotmail.com

DepressãoMencione que está deprimido e todos saberão do que está a falar. Sentir-se em baixo, infeliz, negativo, oprimido, sem valor – todos estes sentimentos são sintomas do que geralmente é designado por depressão.

A depressão caracteriza-se por um estado prolongado de tristeza e desinteresse pela vida. Quando estamos deprimidos, parece que temos como uma nuvem densa de tristeza que cobre a nossa vida. A coisa mais pequena e simples torna-se muitas vezes difícil de fazer e atividades que anteriormente nos eram queridas e agradáveis são abandonadas, ao mesmo tempo que nos sentimos invadidos por um enorme cansaço persistente e falta de energia.

Expressões como: “A minha vida já não tem sentido. Seria preferível eu desaparecer”, pode ser indicador de “ALERTA”. Nos estados de depressão grave, é frequente os doentes chegarem a um ponto tal que acham que nunca mais conseguirão recuperar. Vivem o presente sem um mínimo de esperança, e as perspetivas de futuro encontram-se dominadas por sentimentos negativos.

Para uma melhor compreensão da sintomatologia depressiva aqui fica uma “lista” que o poderá ajudar a identificar e reconhecer as dificuldades que traduzem a doença:

  • Na vivência de um estado depressivo, a concentração pode ser difícil e por isso ser dificultada a capacidade de atenção a um determinado assunto. É possível ler uma revista ou ver televisão e alguns minutos mais tarde ter esquecido o que leu ou viu.
  • Podem ocorrer problemas como o sono, com inquietação ou acordar de madrugada.
  • Podem surgir dificuldades com a memória dos acontecimentos do dia-a-dia.
  • O despertar matinal pode ser acompanhado por um medo opressivo ao pensar no dia que se tem pela frente.
  • Podem ocorrer dores localizadas ou dispersas pelo corpo, capazes de nos fazer acreditar que estamos fisicamente doentes.
  • Pode surgir a sensação de que o tempo passa com grande lentidão.
  • Podem surgir sentimentos de culpa, de desvalorização e de desespero.
  • Pode estar presente uma diminuição da vitalidade e perda do prazer pelas coisas da vida diária.
  • Pode ocorrer perda do apetite ou do interesse pela alimentação.

Se se sente deprimido, não tente enfrentar sozinho a situação. Naturalmente que há depressões que se curam espontaneamente. Mas também é provável que surjam de novo após um período de tempo muito imprevisível.

Back To Top