967 564 420 tania_cunha_@hotmail.com
Tomada De Consciência

Pare, observe-se, veja-se a si próprio!

Tome atenção a uma coisa de cada vez…

Alguma vez parou o que estava a fazer por um momento e verdadeiramente ouviu os sons que estão à sua volta? Ou olhou efectivamente para alguma coisa, não apenas deitar um olhar sem a notar, mas realmente olhar? Ou saboreou alguma coisa que estivesse a comer? Quando realmente ouvimos, olhamos ou saboreamos, ou damos de nós o nosso melhor, sem ter que dividir atenção, entramos numa diferente dimensão da nossa experiência – uma experiência cheia, rica e simples.

E como?   Através da tomada de Consciência e permanência no momento presente…

A tomada de consciência é um caminho para nos trazer de volta a nós próprios, de estarmos completamente presentes à nossa experiência, ao que nos rodeia e às outras pessoas. É a forma de estarmos presentes no momento, de vivermos o agora, em vez de sermos impulsionados para o passado e para o futuro.

Claro que podemos aprender com o passado e precisamos planear o futuro, mas estas coisas podem ser feitas com total atenção ao momento presente. O que nos prejudica é a quase constante, involuntária fuga à experiência do momento presente através de pensamentos acerca do passado e do futuro em que quase todos engrenamos. E isto, leva-nos a um sentimento de abstracção – de uma vida vivida apenas a metade, o que a torna muito pouco satisfatória.

Talvez haja coisas que não podemos mudar, mas podemos, pelo menos, notar como reagimos, ou respondemos, a tudo aquilo que nos acontece, e desenvolver estratégias para alterar o nosso relacionamento com as nossas circunstâncias. Com atenção plena podemos aprender a transformar qualquer momento em que nos sintamos vítimas das circunstâncias num momento de honestidade, iniciativa e confiança.