skip to Main Content
967 564 420 tania_cunha_@hotmail.com
Felicidade

Ouse ser feliz…

É tempo de nos tornarmos atrevidos, de ser ousados, de avançar contra os nossos maiores medos… não podemos viver sem que os nossos sentimentos nos orientem, mas não queremos viver à mercê dos nossos medos, verdade?

Sabemos que as intempéries alternam com uma vida que flui numa rotina mais ou menos serena. E o que nos impede tantas vezes de avançar fazendo o que precisa ser feito para atingir os nossos objectivos é o medo de fracassar.

Acreditando que mais cedo ou mais tarde as coisas vão melhorar, podemos acelerar o processo e, sobretudo, desfrutar dele enquanto acontece. Assumir a responsabilidade é a condição para a mudança.

Enquanto nos mantivermos no marasmo de culparmos alguém pela nossa condição atual, não assumimos o real poder de criar a vida dos nossos sonhos. Acredito que temos o poder de criar a realidade que quisermos. Para isso, temos de assumir que é a partir da nossa transformação pessoal que conseguimos mudar e alcançar aquilo que desejemos.

Quando nos convencemos de que não existe saída, de que não encontraremos uma solução ou alternativa para o problema, de que agir é mau e se não agir também, abrimos a porta ao pânico ou à depressão.

Conhecer o mecanismo dos nossos medos pode ajudar-nos a fazê-los desaparecer ou, pelo menos, controlá-los mais facilmente. Esta compreensão permite-nos tomar maior consciência de como estão a correr as coisas connosco, e entender como os nossos desejos ou expectativas se comportam ao tentarmos integrá-los no momento presente.

Back To Top